Notícias

Os melhores juniores estiveram no Luso

11/07/2014

O Centro de Estágio do Luso foi o palco escolhido, pela Federação Portuguesa de Atletismo, para a realização do Campeonato Nacional de Juniores, prova que ajudou a definir o lote dos 10 atletas que vão representar Portugal no Mundial de Juniores, em Eugene, nos Estados Unidos da América, de 22 a 27 de julho.

O Benfica foi o grande dominador de um evento que muito honra a Associação de Atletismo de Aveiro pelo facto de ter sido criteriosamente indicado para organizar a competição.

“É um motivo de honra e orgulho, de facto. Ter sido esta Associação a escolhida para albergar um campeonato deste nível significa que toda a estrutura federativa aprecia e acredita no trabalho que vamos desenvolvendo, mas também dá mérito aos clubes do nosso distrito”, salientou Mário Cordeiro, vice-presidente da Associação de Atletismo de Aveiro.

E se em termos colectivos o clube da águia foi mais forte, tanto no setor masculino como feminino, já ao nível individual há a salientar o magnífico desempenho dos atletas aveirenses.

Neste particular, para além dos vários pódios e excelentes marcas que valeram recordes, registo para os títulos de campeões nacionais conquistados por José Pinho, no Peso e no Disco, bem como José Gonçalves, no Dardo.

José Pinho, do Núcleo de Atletismo de Cucujães, repetiu o êxito que já tinha alcançado o ano passado. “É bom ganhar, claro. Ainda por cima quando somos bicampeões nacionais. Mas fica um certo sabor amargo por não ter atingido os mínimos que me levassem ao Mundial dos Estados Unidos da América”, salientou o atleta.

A proeza de José Pinho ajudou o seu clube a classificar-se no 12º lugar da geral coletiva do setor masculino o que conferiu o estatuto de melhor equipa aveirense no Nacional de Juniores.

Por seu lado, José Gonçalves, do Clube de Campismo de São João da Madeira, estreou-se a ser campeão ao Ar Livre, atleta que detém o estatuto de melhor de Portugal nos Lançamentos Longos de Inverno. “Confesso que fui para este Campeonato para ganhar, embora nunca esperasse que fosse uma competição tão difícil. É sempre agradável ser campeão e é para isso que trabalho”, referiu o lançador.

Para a história fica, também, o 7º posto do GRECAS, em femininos, que valeu a melhor classificação entre os emblemas da Associação de Atletismo de Aveiro.

Juntos, somos atletismo!

Apoios

© 2020 Associação de Atletismo de Aveiro
by INOVAnet