Notícias

Campeão Paulo Neto nas peugadas de Bolt e Nelson Évora

24/02/2014

Pergunta: o que têm em comum Usain Bolt e Nelson Évora? Resposta: para além de medalhas (muitas) e recordes, são atletas reconhecidos a nível planetário. Só? Não, há mais uma semelhança.

Bolt arrasa nos 100 e 200 metros. Dizem que é o velocista mais rápido à face da terra. Acreditamos! Nelson Évora originário de Cabo Verde mas que eleva, bem alto, a bandeira portuguesa, supera toda a concorrência no triplo salto e salto em comprimento.

Mas ambos, são admirados por um campeão que brilha no firmamento de Escapães com horizontes bem mais largos que esta pequena localidade de Santa Maria da Feira: Paulo Neto!

A Associação de Atletismo de Aveiro não ficou indiferente ao feito deste jovem atleta, com apenas 16 anos, que no passado fim-de-semana dominou, em toda a linha, o Campeonato de Portugal de Juniores em Heptatlo.

Quando a maioria dos mais novos procura no futebol a melhor saída para o sucesso, Paulo Neto vê no atletismo o desporto certo para o seu próprio conforto e reconhecimento. “Desde os cinco anos que faço atletismo. Foi o meu pai que me incutiu o gosto e é ele, sim, o meu grande mentor.”

A conversa decorreu à distância de um simples telefonema. Já tarde, é certo, mas justificada pela companhia que quis ter e dar à namorada. “Chama-se Diana e está sempre presente nas minhas provas. Ela, o meu pai e nos momentos mais importantes também tenho a presença da minha mãe.”

Uma claque privada para um filho único que recolhe todo o amor. Como retribui tanta atenção? Fácil: através de títulos, do sucesso na escola e da humilde que mesmo sendo campeão tão novo não se vê acima dos demais em termos de educação e saber estar.

“Frequento o 11.º ano no curso de Ciências e Tecnologias. É verdade que ainda não reprovei ano nenhum, mas admito que podia ser melhor estudante.” Campeão nacional em provas combinadas e caminho trilhado sem falhar nos estudos não dá para admitir que se é mesmo bom? “É muito difícil conciliar o desporto com os estudos, mas vou procurar melhor ainda mais.” Ok, percebemos que a perfeição é o objectivo de Paulo Neto. “Se não fosse o atletismo, seria melhor estudante”, confessa, num tom tímido.

Uma hora por dia, quatro vezes por semana Paulo Neto filho cumpre à risca as orientações de Paulo Neto pai. A dupla é inseparável, mas combinam na rota dos títulos, das medalhas e de algo mais e melhor que está para vir. “No atletismo, gosto do Sporting, embora seja adepto do FC Porto”, diz o campeão nacional.

Com desejo assumido de um dia vestir o manto verde-e-branco, Paulo Neto olha um pouco mais para o futuro e dá asas ao sonho: “quero ser profissional do atletismo, estudar na universidade e concluir um curso qualquer na área da engenharia. Sei que a população só olha para o futebol, pelo que posso bem concentrar-me nestes objectivos. Ando na rua e não sou assim tão reconhecido, o que acaba por ser bom.”

A conversa foi fluindo sem reservas na escolha das palavras. No próximo dia 11 de Março, Paulo Neto completará 17 anos de idade, pelo que o estrelato está muito a tempo de ser alcançado. Uns Jogos Olímpicos quaisquer estarão à sua espera e ai, quando Paulo Neto nos der, a todos, a oportunidade de ouvir o hino nacional haverá sempre alguém a dizer que no mundo há campeões como Usain Bolt, Nelson Évora e, claro, Paulo Neto.

 

Apoios

© 2020 Associação de Atletismo de Aveiro
by INOVAnet