Notícias

Luís Pinhal: a primeira entrevista do novo presidente da ATAA

27/06/2014

Associação de Atletismo de Aveiro (AAA) - Caríssimo Luís Pinhal, antes de mais parabéns pela eleição. Em que dia é que decorreu a votação?

Luís Pinhal (LP) – Viva. Obrigado. Olhe, deixe cá ver no papel que aqui tenho… foi no dia 30 de Maio.

AAA – Em lista única, ou tinha adversários?

LP – Não, não. Foi lista única.

AAA – E que objetivos tem?

LP - Quando propusemos fazer a lista, a nossa principal ambição passava por unir os treinadores aveirenses que têm andado desunidos, cada um para seu lado. Depois, queremos, também, que a Associação de Treinadores de Atletismo de Aveiro seja cada vez mais forte, facto que, neste momento, não acontece.

AAA – Essa é uma crítica forte.

LP - Sabe que o atletismo, de uma maneira geral, está a passar por grandes dificuldades. Cada vez há menos clubes, menos atletas e os jovens atletas que existem são de baixa qualidade. Há, por isso mesmo, uma necessidade urgente de inverter esta situação e melhorar o atletismo o mais rapidamente possível.

AAA - E que soluções tem para alterar esse quadro?

LP - A minha equipa vai, no imediato, reunir todos os treinadores. Queremos realizar, talvez já em outubro, um Congresso de Treinadores, no Norte do distrito, de modo a discutirmos o atual panorama da modalidade. Procurar, em conjunto, soluções que podem passar, por exemplo, por ir às escolas captar os jovens para o atletismo. Também é nossa intenção realizar, todos os anos, reuniões técnicas, essencialmente no Inverno. E porquê nesta altura do ano? Pela simples razão, que é do conhecimento de todos, não há competição no inverno, à exceção de provas de estrada.

AAA - Digamos que serão encontros para discutir e definir estratégias para desenvolver a modalidade.

LP - Será, de facto, isso mas não só. Durante essas reuniões técnicas, que se realizarão aos sábados à tarde, ou aos domingos, da parte da manhã, iremos propor que os atletas dos nossos treinadores possam competir, entre eles. Não de uma forma oficial, mas de maneira a que se possa ver em que forma é que estão e propor-lhes, também, alguma competição numa altura do ano em que estão mais parados. O que falta definir, com os meus colegas, será a periocidade destas reuniões técnicas.

AAA - Em que pé estão as relações com a Associação de Atletismo de Aveiro?

LP - É uma relação cordial. Também neste campo queremos evoluir de forma a trabalharmos mais e em conjunto. Com isso, será o próprio atletismo o mais beneficiado.

AAA - Objetivos ambiciosos. O mandato termina quando?

LP - Fomos eleitos por dois anos, isto é até 2016. Temos a perfeita noção que o atletismo não está bem, mas da nossa parte, da parte dos treinadores aveirenses há vontade e disponibilidade para melhorarmos o panorama.

AAA - Amigo, desejo-lhe boa sorte e aceite um abraço.

LP - Obrigado e até breve.

 

Apoios

© 2020 Associação de Atletismo de Aveiro
by INOVAnet